Cracker Blues: mestres do blues conjugado com letras ácidas

Resenha - Entre o México e o Inferno - Cracker Blues

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Rafael Correa, Fonte: Blog Rock Pensante
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Se o papo é blues conjugado com letras ácidas, o CRACKER BLUES mostra ser mestre no assunto. A banda, oriunda da terra da garoa, salvo melhor juízo, desde 2000 vem ganhando espaço no circuito underground do Brasil.
Tradução - Seventh Son Of a Seventh Son - Iron MaidenA História da Guitarra - Parte 1: do Alaúde ao Violão

Este singular sexteto combina em seu primeiro disco oficial todas as suas influências com energia e responsabilidade. Assim, navegamos com eles pelo blues texano, southern rock e country, encontrando em cada faixa um novo elemento interessante.

Em certos ocasiões, parecemos estar diante do mais robusto country, como no caso de "Bolero Maldito". A sinceridade é outro ponto forte da banda, fato este representado pelas letras. Apesar de ácidas e bem humoradas, elas não extrapolam os limites do bom senso. Assim, pode-se dizer que o CRACKER BLUES chuta o balde, mas sem mirar em ninguém.

Juntamente com a energia acima referida, que em muito lembra as bases vigorosas compostas por MUDDY WATERS, observamos também a presença forte de slides muito construídos, que nos remetem a um blues mais antigo, similar àqueles encontrados no delta do Mississipi. Ou seja, podemos, ao mesmo tempo, assimilar a sonoridade de ZZ TOP, por exemplo, sem perder de vista a influência de SON HOUSE.

É o que ocorre quando escutamos "Blues do Inimigo" e "Nascido em São Paulo", faixa esta que apresenta com maior clareza que as demais a incidência dos backing vocals femininos, perfeitamente colocados.

Outro fator que faz elevar a importância da banda e deste disco são os instrumentos não tão "usuais" utilizados em algumas faixas. Logo, percebe-se a presença de violão resonator, também conhecido como "dobro" (aquele que marca presença na capa de "Brothers in Arms" do DIRE STRAITS) em canções como "Oração para um Ordinário" e o precitado "Blues do Inimigo".

Outra faixa que merece atenção é "Velha Tatuagem", que oferece energia e eminente vibração, conduzida por versos ácidos e bem trabalhados.

Enfim, não há do que reclamar. Por certo, esta banda tem grandes chances de tomar de assalto diversas cenas e correntes do rock n' roll pátrio. Resta-nos, portanto, aguardar o desenvolvimento ainda mais nítido desta excelente banda

Faixas:
1. Bolero Maldito
2. Whisky Cabrón
3. Velja Tatuagem
4. Sangue de Segunda
5. Blues do Inimigo
6. Nascido em São Paulo
7. Tinhoso
8. Charles Bronson Blues
9. Que o Diabo lhe Carregue
10. Blues 56 - Lobo do Mar
11. Oração para um Ordinário

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Todas as matérias e notícias sobre "Cracker Blues"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Cracker Blues"

Tradução
O clássico Seventh Son Of a Seventh Son, do Iron Maiden

Musical Box
A História da Guitarra, Parte 1: do alaúde ao violão

Ronnie James Dio
"O Sabbath com Ozzy inventou o Heavy Metal!"

Linkin Park: um exemplo mostra que é a banda mais foda do mundoEpica: entrevista de Simone Simons para a PlayboyGibson: os 10 melhores guitarristas de Metal da históriaGuns N' Roses: Bumblefoot diz que seu pior show foi no RIRMansões: as residências de algumas estrelas do rockIron Maiden: as dez melhores covers feitas pela banda

Sobre Rafael Correa

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online