Resenha - Despertar dos Chacais... Outono dos Povos - Brutal Morticínio

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Despertar dos Chacais... Outono dos Povos - Brutal Morticínio


  | Comentários:

Tendo sua origem no Rio Grande do Sul, foi em 2006 que o Brutal Morticínio iniciou suas atividades com a proposta de um Black Metal que resgatasse o orgulho latino-americano em suas letras, celebrando antigos sistemas, ritos tribais e respeitando as diversas etnias que compõe a citada região. Assim sendo, têm nos ditos invasores cristãos da época dos Grandes Navegações seus maiores desafetos.

Nota: 7

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Imagem
A formação do Brutal Morticínio durante a gravação de “Despertar dos Chacais... Outono dos Povos” contou com Tormento (voz e guitarra), Mielikki (baixo) e Mephistopheles (bateria), que estão liberando uma segunda prensagem desde debut, lançado originalmente em 2008 e esgotado neste mesmo ano. E os gaúchos capricharam em seu acabamento gráfico, incrementando-o com uma roupagem digipak, encarte com letras e fotos, tudo extremamente simples, mas que conquista pela eficiênca.

A linha musical segue com influência confessa dos precursores do gênero: Sarcófago, Hellhammer e Darkthrone. Tudo é elaborado tendo como base arranjos ríspidos e muitas vezes instintivos, que transmitem toda a conhecida atmosfera obscura de forma bem básica e com letras vociferadas em nossa língua materna – o que é coerente, levando em conta a proposta da banda.

Ainda que não apresente um repertório realmente diversificado, existe uma consistência na qualidade e ritmo, sendo que várias canções convencem pela atitude áspera, como "A escuridão me conforta" e "Batalhão de Extermínio". Mas é “E a Morte Triunfa...” exatamente o tipo de canção com os benefícios de sua curta duração que o álbum necessitaria apresentar com mais frequência.

De qualquer forma, “Despertar dos Chacais... O Outono dos Povos” possui boas doses daquele assalto sensorial exclusivo para poucos – ou seja, o público blackbanger. Se o leitor se encaixa no perfil e não conhece o Brutal Morticínio, em seu myspace há um link para baixar todo o disco. E, considerando que a banda agora é um quinteto, é aguardar para ver como estará soando o próximo registro!

Contato: www.myspace.com/brutalmortis

Brutal Morticínio - Despertar dos Chacais... O Outono dos Povos
(2009 / independente – nacional)

01. A Escuridão me conforta
02. Banho de Sangue
03. A Eterna Marcha da Devastação
04. Estúpido e Podre Homem Branco Cristão
05. Embarcações da Morte
06. E a Morte Triunfa...
07. Batalhão de Extermínio
08. A Longa Noite dos Corvos (Civilização Cristã)

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs
Todas as matérias sobre "Brutal Morticinio"

Brutal Morticínio: primeiro álbum com duas faixas inéditas
Brutal Morticínio: De sola no cenário extremo nacional
Brutal Morticínio e Besatt: em Porto Alegre em fevereiro
Brutal Morticínio: mais uma guerreira na horda
Brutal Morticínio: grupo anuncia sua nova formação
Brutal Morticínio: participação em tributo ao Amen Corner
Brutal Morticínio: preparando lançamento do seu segundo CD
Brutal Morticínio: depoimento oficial para o público de SP
Brutal Morticínio: show com a banda alemã Grafenstein
Brutal Morticínio: na coletânea da Eternal Hatred Records
Brutal Morticínio: em destaque no programa Canal Aberto
Brutal Morticínio: pela primeira vez em São Paulo
Brutal Morticinio:um dos headliners do On The Hell festival
Brutal Morticínio: vídeo clipe oficial é lançado
Brutal Morticinio: um dos headliners do Araucaos Fest

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas