Randy Piper's Animal: sonoridade próxima à do velho WASP

Resenha - Virus - Randy Piper's Animal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Ainda que mantenha uma carreira relativamente discreta após sua saída do W.A.S.P., o fato é que o guitarrista Randy Piper vem desde 1988 amamentando seu Animal com poucos, mas muito bons álbuns - “900 LBS Vapor" (02) e "Violent New Breed" (06). E "Virus" é o terceiro registro desta discreta discografia, cuja orientação agora parece não priorizar tanto a distorção, tão presente no disco anterior.
Em 31/12/1984: Rick Allen, do Def Leppard, perde o braço esquerdo em um acidenteMaridos traídos: Portnoy, Hagar, Osbourne, Waters e Di'Anno

Com este novo álbum, Piper apresenta uma mescla bem direta de Hard Rock com algo de Heavy Metal, bem próximo da linha da qual sua famosa ex-banda elaborava em seus primeiros dias, em especial com as cativantes melodias de "The Last Command", o clássico que o W.A.S.P. liberou em 1985 – até mesmo a voz toda esganiçada de Rich Lewis remete à de Blackie Lawless em muitas ocasiões!

E é exatamente nestas melodias bem sacadas que reside muito da força de “Virus”. Quanto à opção deste disco possuir uma sonoridade próxima à do velho W.A.S.P... Convenhamos, isso não é um problema real, e sim uma consequencia óbvia do passado musical de Randy Piper, que, em parceria com seu companheiro nas seis cordas, o sueco Chris Laney, construiu um excelente e diversificado repertório.

A audição não chega aos 40 minutos, mas há faixas matadoras como a abertura “Cardiac Arrest” (há algo de Judas Priest por aqui!) e a patriótica "Crying Eagle" também é muito boa, e, curiosamente, possui um acento bem europeu em suas estruturas. Por fim, a presença da sentimental “Don't Wanna Die” também merece menção, onde a voz de Lewis brilha mesmo. Na realidade, a única canção que possa vir a se tornar alvo de alguma crítica negativa é a versão para “Zombie”, originalmente gravada pelo Cranberries.

Mesmo mantendo muito da tradição norte-americana e oitentista de se elaborar rock pesado, a produção de Chris Laney ficou bastante satisfatória e consegue fazer com que o repertório não soe realmente datado. Todo o clima dos velhos tempos persiste, mas há algo de atemporal por aqui, e se o caro leitor acha que o melhor do W.A.S.P. se encontra em seus primeiros álbuns, então com certeza deve conferir o "Virus" de Randy Piper's Animal. Este disco é, com certeza, muito superior a alguns dos últimos álbuns liberados por Blackie Lawless e Cia...

Formação:
Rich Lewis - voz
Randy Piper - guitarra
Chris Laney - guitarra
Nalle ‘Grizzly’ Pahlsson - baixo
Johan ‘Kobie’ Koleberg - bateria

Randy Piper's Animal - Virus
(2008 / Locomotive Records - importado)

01. Cardiac Arrest
02. Can't Stop
03. Don't Wanna Die
04. Crying Eagle
05. Unnatural High
06. Judgement Day
07. Who's Next?
08. Zombie
09. Shoot To Kill
10. L.U.S.T.

Homepage:
http://www.animalcave.net
http://www.myspace.com/randypipersanimal

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "A.N.I.M.A.L."

Em 31/12/1984
Rick Allen, do Def Leppard, perde o braço em acidente

Maridos traídos
Não adianta: todo mundo terá seu dia de dor-de-corno

Metallica
A lista de exigências da banda em 1983

Slipknot: "o Kiss se transformou na Disney do Rock"CJ Ramone: "Usar camiseta dos Ramones por causa da moda é uma estupidez"Fotos clássicas: Axl Rose e seu 'tijolão' celularSociedade Alternativa: Fama proporcional à escassez teóricaKerry King: "não gaste com caixão, as minhocas me comerão!"Grammy 2015: lista dos ganhadores nas categorias Rock/Metal

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online