Devastation: em 1991, lutando contra a extinção

Resenha - Idolatry - Devastation

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Novíssima reedição do aclamado terceiro álbum do texano Devastation! O pessoal iniciou sua trajetória no distante ano de 1986 e, ao liberar “Idolatry” em 1991, o que se via era um conjunto na mesma situação de qualquer outra banda de Heavy Metal da época – ou seja, lutando contra a extinção em função da repentina ascensão do Grunge. Mas infelizmente todos os esforços foram em vão e apenas retardaram um pouco o término de suas atividades.
Guns N' Roses: "Case-se comigo Axl, tenho 18 anos"Gene Simmons: US$ 200 milhões para reunir o Led Zeppelin?

Mas, recentemente, eis que o Devastation ressurgiu reformulado. Mesmo tendo seus fiéis admiradores que fizeram com que resistisse à passagem do tempo, o fato é que “Idolatry” foi subestimado e não teve acesso a um grande público, então nada mais natural do que relançá-lo com uma nova ilustração para a capa, um encarte recheado de fotografias e ainda três faixas ao vivo gravadas em 2008, onde a banda toca com a nova formação.

Produzido pelo lendário Scott Burns (Death, Obituary, Sepultura), o Devastation possui dois grandes pontos fortes em sua música: o primeiro é a incrível facilidade para elaborar riffs atordoantes, e a segunda é que seu Thrash flerta com o Death Metal em várias ocasiões. Ou seja, tudo é bem mais pesado, tendo como destaques “Forsaken Hatred“, “Souls Of Sacrifice” e a veloz “Legacy Of Faith”.

As faixas ao vivo também são muito boas, mas a atuação do público é praticamente inexpressiva (quantos caras estavam assistindo essa apresentação? Uns 15?). De qualquer forma, o que vale a pena neste álbum são suas canções de estúdio...

Atualmente os texanos estão numa excursão que se estenderá até 2009 e já tem planos para um novo registro. Agora é ver se a nova versão do Devastation consegue retornar com o entusiasmo restabelecido e recuperar a glória perdida no milênio passado.

Formação:
Rodney Dunsmore - voz
Dave Burk - guitarra
Henry Elizondo - guitarra
Edward Vasquez - baixo
David Lozano - bateria

Formação das novas faixas:
Rodney Dunsmore - voz
Henry Elizondo - guitarra
Walter Traschler - guitarra
Alex Dominguez - baixo
Fidel Tagle - bateria.

Devastation – Idolatry
(2008 / Forged In Fire Records – importado)

01. Deliver The Suffering
02. Freewill
03. Forsaken Hatred
04. Souls Of Sacrifice
05. Idolatry
06. Legacy Of Faith
07. Subconscious
08. Never Believe
09. Blood For Blood (bônus ao vivo)
10. Desolation (bônus ao vivo)
11. Tomorrow We Die (bônus ao vivo)

Contato: www.myspace.com/devastationthrash

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Devastation"

Guns N' Roses
"Case-se comigo Axl, tenho 18 anos"

Gene Simmons
US$ 200 milhões para reunir o Led Zeppelin?

Rockstars
As histórias por trás de seus nomes artísticos

Amazonas: homem convencia garotas a fazer sexo para montar grupo de rockNamore um cara que goste de MetalEddie Trunk: os álbuns que marcaram o apresentadorAC/DC e Black Sabbath: Geezer ameaçou Malcolm com uma faca nos anos 70?AC/DC: "Back In Black" em uma inédita versão funkMetal Descabaçation: Max Cavalera fala de suas "primeiras vezes"

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online