Corporate Death: música extrema e sem concessões

Resenha - Terminate Existence - Corporate Death

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Fundado por Damien (guitarra e baixo) e Flávio (voz), o Corporate Death é um grupo de Death Metal oriundo de Jundiaí (SP), cujas atividades se iniciaram em 2001, e teve sua formação consolidada com a entrada do baterista Paulo em 2005. O trio não perdeu tempo e neste mesmo ano liberou seu primeiro CD-Demo, “Ways To The Madness”, que obteve ótima avaliação em três das maiores revistas especializadas do Brasil, inclusive alcançando destaque em duas delas.
Que tipo de metal você está ouvindo?Ozzy e Lemmy: mansão luxuosa, apartamento como caverna

A partir daí o Corporate Death passou a batalhar pelo seu espaço no underground, dividindo o palco com nomes da música extrema nacional como Flesh Grinder, Life Is A Lie, Funeratus, Andralls, etc. A vontade de estrear em disco resultou em "Terminate Existence", que chega agora ao público com o apoio da Die Hard Records, onde se percebe a evolução alcançada pelos músicos nos quase 40 minutos de audição.

Dono de muita técnica e precisão, o grupo não esconde sua necessidade de cuspir na humanidade contemporânea. Ótimas linhas vocais vociferadas de forma ameaçadora, velocidade, passagens mais cadenciadas e algumas ‘quebradeiras’ muito boas mesmo! Como toda banda de Death Metal que se preze, o Corporate Death possui uma grande capacidade no momento de elaborar seus riffs - confira, por exemplo, “Living Funeral”, “Contagious Insanity”, a espetacular “Inherit”, “Preying The Soul” e “Terminated Horizons”.

"Terminate Existence" é bastante recomendado ao público que não abre mão da música extrema e sem concessões, próximos a feras do porte de Sinister, Cannibal Corpse ou Malevolent Creation. Vale citar que atualmente o Corporate Death recrutou ao time o baixista Cau, e estão agendando shows para divulgação de seu disco.

Contato:
http://www.myspace.com/corporatedeath666
http://www.corporatedeath.net

Formação:
Flávio Ribeiro - voz
Damien Mendonça - guitarra e baixo
Paulo Pinheiro - bateria

Corporate Death - Terminate Existence
(2008 / Die Hard Records - nacional)

01. Bellum Omnia Omnes
02. Living Funeral
03. Contagious Insanity
04. Inherit
05. Fading Existence
06. Slaves Of Madness
07. Preying The Soul
08. Terminated Horizons
09. Painful Way
10. Pit Of Despair

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Corporate Death"

Humor
Que tipo de metal você está ouvindo?

Contrastes
A diferença entre as habitações de Ozzy e Lemmy

Papa Francisco
Ouça o CD de rock progressivo do pontífice

Rockstars: 18 roqueiros que já apareceram em filmesMetallica: 10 melhores momentos de Lars Ulrich na bateriaCatarina Migliorini: virgem gosta de Led, Purple, Sabbath e FloydSlipknot: Vivendo a Vida Loca com Rick MartinO Metaleiro: versão metal "Para Nossa Alegria"Iron Maiden: as 10 libras que mudaram a vida de Bruce

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online