Corpse Grinder: um presente para legião do death metal

Resenha - Hail To The Death Metal Legion - Corpse Grinder

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Fernão Silveira
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Os mineiros da CORPSE GRINDER já conquistaram um lugar cativo na cena do underground metal brasileiro com suas blasfêmias e seus shows para hordas de fãs do País inteiro. Em homenagem aos verdadeiros devotos do estilo, os bangers da simpática cidade de Machado trazem ao mundo "Hail to the Death Metal Legion", seu terceiro e mais recente álbum.
Keith Richards: colocando Justin Bieber em seu devido lugarLars Ulrich: Ele deu urina de Zakk pros fãs beberem?

Gravado e mixado em Alfenas, também no Estado de Minas Gerais, "Hail to the Death Metal Legion" marca os 20 anos de existência da CORPSE GRINDER, banda que começou suas atividades em 1987. Não é à toa que o terceiro CD demonstra maturidade e entrosamento, pois o quarteto capricha num death metal clássico e visceral.

O vocalista Júnior mostra-se altamente profano ao microfone, com garganta de sobra para proferir impropérios como "I Despise the Human Race / I Spit on Your Values / I Renounce Your Faiths / Damned World, Earth of Horrors" (em "I Despise the Human Race", a faixa que abre o CD). O baixo de Flávio desponta especialmente matador em "Necrofragments on the Ocean of Blood". Já "Sinister Winged Minstrel" é um cartão de visita e tanto para o baterista Rômulo, que esbanja velocidade e energia nos pedais e nas baquetas. Ademais, "Echoes of Chaos" e "Imminent War" confirmam como Hélio e Júnior (que também é guitarrista base) trabalham muito bem a linha de guitarras do CORPSE GRINDER.

Outras faixas imperdíveis de "Hail..." são "When Death Calls" (a semelhança com a canção homônima do BLACK SABBATH de Tony Martin fica só no nome mesmo) e "Lady of the Graves", que foi composta pelo quarteto em homenagem a Maria do Cemitério - "a única coveira do mundo, guardiã do cemitério de nossa cidade", conforme explica a banda no encarte do CD. Isso sem falar na faixa-título do álbum, que é uma verdadeira "desgraceira" (como diria um amigo headbanger).

"Hail to the Death Metal Legion", como o próprio nome sugere, é uma verdadeira saudação à legião de fãs do estilo. Um presente digno para celebrar as mais de duas décadas de estrada do CORPSE GRINDER.

"Hail to the Death Metal Legion" – CORPSE GRINDER

1 – I Despise the Human Race
2 – Sinister Winged Minstrel
3 – Necrofragments on the Ocean of Blood
4 – When Death Calls
5 – Lady of the Graves
6 – Echoes of Chaos
7 – Only Death Is Inexorable
8 – Imminent War
9 – Hail to Death Metal Legion
10 – Deceivers of the Faith

Gravadora: Kill Again Records

Site da banda:
http://corpsegrindermg.blogspot.com/

CORPSE GRINDER no MySpace:
http://profile.myspace.com/index.cfm?fuseaction=user.viewpro...

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Todas as matérias e notícias sobre "Corpse Grinder"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Corpse Grinder"

Keith Richards
Colocando Justin Bieber em seu devido lugar

Lars Ulrich
Ele deu mijo de Zakk pros fãs beberem?

Slipknot
Corey Taylor abandona os palcos se o Guns se reunir

Amazonas: homem convencia garotas a fazer sexo para montar grupo de rockNamore um cara que goste de MetalEddie Trunk: os álbuns que marcaram o apresentadorWhitesnake: 10 músicas da banda que não trazem "love" na letraRockstars: algumas imagens de momentos pessoais emocionantesThrash Metal: a paranóia do holocausto nuclear

Sobre Fernão Silveira

Paulistano, são-paulino, nascido nos "loucos anos 70" (1979 ainda é década de 70, certo?) e jornalista. Sua profissão já o levou a cobrir momentos antológicos da história da humanidade, como o título paulista do São Caetano, a conquista da Copa do Brasil pelo Santo André, a visita de Paris Hilton a São Paulo e shows de bandas como Judas Priest, Whitesnake, W.A.S.P., Megadeth, Slayer, Scorpions, Slipknot, Sepultura e por aí vai. Ainda tem muito gás para o nobre ofício jornalístico, mas acha que não vai muito mais longe depois de ter entrevistado Blackie Lawless, Glenn Tipton, Rogério Ceni e, claro, Paris Hilton.

Mais matérias de Fernão Silveira no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online