Demencia: canções burocráticas e cansativas

Resenha - Tales From The Other Side - Demencia

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 6

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
O Demencia é um conjunto argentino que está batalhando por seu espaço desde 1995, quando começou a executar um Death Metal bastante cru. Com o passar dos anos e alterações em sua formação, sua sonoridade foi adquirindo mais melodias a cada demo liberada, até que em 2005 debutam com o CD "A Place To Die", então assumindo o Death Metal Melódico como o estilo definitivo.
Motley Crue - A impressionante coleção do paulista Flávio ColognesiMetallica: "The Unforgiven" é a música favorita de Mustaine

Agora chegou a vez de "Tales From The Other Side", um segundo álbum que chega ao público através do selo brasileiro Dynamo Records. Quanto ao Death Metal Melódico que o Demencia se propõe a executar... Bom, a realidade é que suas melodias são muito previsíveis, tudo é bastante manjado. Enquanto os grandes ícones do estilo enturbinam suas canções com torções, mudanças de tempo e alterações nas vocalizações, os argentinos se limitam ao básico - instrumental pesado com guitarras despejando melodias simples e linhas vocais agressivas - resultando em canções extremamente burocráticas e, consequentemente, cansativas.

O que falta ao Demencia é a boa e velha ousadia e assumir alguns riscos, como na canção "Sons Of The New Sun", que é um pouco mais veloz e com coros que realmente fizeram toda uma diferença, além de apresentar o 'punch' necessário para segurar a atenção do ouvinte até o fim; ou ainda "When God Cried", onde o conjunto flerta com o lado extremo do Death Metal propriamente dito. Estas são variações que deram certo. Também deve-se mencionar os bons solos de guitarra, e, principalmente, a escolha dos timbres dos instrumentos e gravação, que estão magníficos, resultando em algo bastante moderno.

"Tales From The Other Side" é um álbum que pode encontrar alguns fãs entre os mais fissurados por bandas como Arch Enemy, Children Of Bodom e At The Gates, numa versão light latino-americana.

Formação:
Guillermo Tinarelli - voz e guitarra
Juan Pablo Gaitan - guitarra
Hernán Gonzalez - baixo
Hernán Parodi - bateria

Demencia - Tales From The Other Side
(2007 / Dynamo Records - nacional)

01. The Prey
02. Reborn
03. Dreams Of Freedom
04. Searching My Fate
05. Sons Of The New Sun
06. Nightmare
07. The Last Trip
08. Hunter Of Souls
09. Thirst Of Revenge
10. Rising To The End
11. When God Cried
12. Time To Leave

Homepage: www.demenciaweb.com.ar

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Tales From The Other Side - Demencia

Demencia: tudo para alçar vôos maiores

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Demencia"

Collectors Room
Uma impressionante coleção de ítens da banda Motley Crue

Metallica
"The Unforgiven" é a música favorita de Mustaine

Beatles
Homenagens e paródias à capa de "Abbey Road"

Heart: a suruba que não rolou com Alex e Eddie Van HalenChristian Bale: ator aprendeu Pantera na bateria para novo filmeGuitarras: os 9 instrumentos mais ridículos do rockThe Beatles: banda foi vetada pela CBF na Copa de 66Broderick: estar no Megadeth é constantemente pesar prós/contrasTestament: só as bandas que lotam estádios estão indo bem

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online