Resenha - Inferno - Motorhead

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Todos já sabem o que esperar de Lemmy e Cia, pois Motörhead é uma das bandas mais puras e inalteradas (musicalmente falando, pois também teve lá suas trocas de integrantes...) do rock pesado. Inferno é o 25° álbum de sua discografia oficial, entre trabalhos de estúdio, ao vivos e coletâneas. O que dizer das canções destes caras? Obviamente a mesma coisa que faziam desde 76, mas com certeza Inferno é o melhor trabalho com a atual formação do Motörhead, a velha e inconfundível mistura de punk, metal e rock n´roll está perfeitamente “infernal” aqui, e já podem ter a certeza de que já é mais um clássico.
Blend Guitar: em vídeo, as dez maiores bandas de Heavy MetalEddie Trunk: parem com isto, Lady Gaga não é metal!

Além do trio Lemmy na voz e baixo, Philip Campbell nas excelentes guitarras, solando muito e Mikkey Dee que toca demais para os padrões do Motörhead, o disco ainda apresenta Steve Vai dividindo as guitarras com Phil nas faixas “Terminal Show” e “Down On Me”.

As pesadíssimas "Fight", "Smiling Like A Killer", "Down On Me”, a estupenda "In Name Of Tragedy" e "Killers" abrirão rodas de mosh enormes quando tocadas em qualquer lugar do mundo, tal a energia que estas músicas emanam. Outro grande destaque é o blues pesadão “Keys of The Kingdom”, com suas passagens de cordas e um refrão mais que grudento.

E como nos últimos discos do Motörhead sempre vem uma canção que se distancia de sua sonoridade usual, desta vez a honra coube a “Whorehouse Blues”, que fecha o álbum, sendo um blues acústico muito legal, que permite aos pobres ouvidos enfim dar uma descansada.

MOTORHEAD – Inferno
(2004 – Rock Brigade Records / Laser Company Records)

01. Terminal Show
02. Killers
03. In The Nake Of Tragedy
04. Suicide
05. Life’s A Bitch
06. Down On Me
07. In The Black
08. Fight
09. In The Years Of The Wolf
10. Keys To The Kingdom
11. Smiling Like A Killer
12. Whorehouse Blues

http://www.imotorhead.com

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Inferno - Motorhead

Resenha - Inferno - Motorhead

Rock e Metal
Doze ótimos álbuns para iniciantes

Blend Guitar: em vídeo, as dez maiores bandas de Heavy MetalRock e Metal: em vídeo, as 10 despedidas mais épicas da históriaAirbourne: tributo a Lemmy em novo vídeoTodas as matérias e notícias sobre "Motorhead"

Vinil
Os 10 LPs mais raros e valiosos dos anos 1980

Motorhead
Lemmy admite ter feito comercial pelo dinheiro

Twisted Sister
Dee conta como Lemmy salvou sua vida

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Motorhead"

Eddie Trunk
Parem com isto, Lady Gaga não é metal!

Guns N' Roses
As melhores músicas segundo a Ultimate Classic Rock

Metal
Você acredita na "lenda do terceiro álbum"? - Parte 2

Metallica: Lars Ulrich pede bênção ao papa em encontro casualBaixistas: Os 10 melhores do rock e do metal segundo o WatchmojoSlipknot: Corey Taylor mostra nova máscara em detalhes na TVAndreas Kisser: sim, Johnny Depp sabe tocar guitarraIndústria: Como as gravadoras fazem dinheiro hoje em diaJudas Priest: Halford chorou ao lembrar do último desejo de fã que morreu de câncer

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online