Resenha - Let It Be... Naked - Beatles

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Marcelo Mayer Soares
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Todos conhecem a história do disco "Let It Be" (gravado em 1969, mas lançado em 1970). Individualismo, brigas e a falta de intimidade do grupo fizeram com que tanto o disco quanto o filme fossem o melhor registro do fim de uma banda de Rock.
Beatles: a ocasião em que Ringo Starr saiu da bandaAvenged Sevenfold: 10 músicas que podem fazer você mudar de idéia

Algumas décadas depois "Let It Be" é relançado como "Let It Be... Naked". Com uma produção totalmente diferente, ou seja, como Paul McCartney queria na época. Para quem gosta de "Let It Be" sabe o quanto são estranhos e pop os arranjos de Phil Spector. Mas muitos se temiam pela "paulmccartnerização" do disco. De fato, não aconteceu.

Ao ouvir o "Let It Be... Naked" com certeza você vai perceber que Paul estava certo em relação ao projeto inicial do disco. Ele queria músicas mais cruas, com poucos recursos de estúdio. Enfim, queria um disco de Rock & Roll tocada por uma banda de Rock.

As diferenças entre os dois discos já começam pela capa. "Naked" mostra negativos das fotos durantes as sessões de gravação. O formato do disco é diferente. Trata-se de um CD duplo. O segundo CD é um bônus com apenas 20 minutos. Ainda é um mistério o conteúdo deste disco bônus. Sabe-se, pelo menos, que o CD dois chama-se "Fly On The Wall".

O Disco

Get Back
Dig A Pony
For You Blue
The Long And Winding Road
Two Of Us
I've Got A Feeling
One After 909
Don't Let Me Down
I Me Mine
Across The Universe
Let It Be

O alinhamento do "Naked" é bem diferente do original. "Dig It" e "Maggie Mae" ficaram de fora. No lugar dessas duas foi colocada "Don’t Let Me Down" .

Um fã mais radical pode ter raiva deste novo "Let It Be". Pura besteira. Pode-se pensar que Paul está querendo reescrever e achá-lo hipócrita ao tirar duas músicas de John para colocar apenas uma. É besteira. Tenham cuidado ao pensar assim. Ao ouvir o disco com um pensamento bem liberal vai perceber que é maravilhoso. E é mesmo.

As músicas estão mais puras. "The Long And Winding Road", por exemplo, está sem os arranjos de cordas e vocais femininos. Está uma boa balada com uma pitada de Jazz. "For You Blue" não está tão "rasgada" como no original. Os arranjos de vocais em algumas músicas estão diferentes como é no caso de "Two Of Us", e não há mais os diálogos entre as faixas. Há boatos de que Paul teria feito um "overdub" em "Get Back". A música "Let It Be" está sem os arranjos de metais e com o solo bem mais cativante.

Não se pode pensar que o "Naked" vai substituir o velho "Let It Be". "Naked" prova que os Beatles sabiam tocar ao vivo (o disco foi gravado sem "overdubs") e "Let It Be" é o registro do fim da era Beatles.

Disco dois – Fly On The Wall

Não se sabe muito sobre o disco bônus de "Let It Be... Naked". Sabe-se que tem apenas 20 minutos e não há divisões entre as faixas. Pode-se acreditar que sejam sobras de estúdios, diálogos entre a banda e trechos de algumas músicas sendo executadas. Este review foi escrito a partir de cópias distribuídas à imprensa que não contém o CD bônus.

Em páginas estrangeiras encontrei o seguinte track lits:

Sun King
Don't Let Me Down
One After 909
Because I Know You Love Me So
Don't Pass Me By
Taking A Trip To Carolina
John's Piano Piece (Imagine)
Child Of Nature
Back In The USSR
Every Little Thing
Don't Let Me Down
All Things Must Pass
She Came In Through The Bathroom Window
Paul's Piano
Get Back
Two Of Us
Maggie Mae
Fancy My Chances With You
Can You Dig It?

Get Back
Quero deixar bem claro que essa lista de músicas não veio de sites oficiais, portanto não é certeza que sejam essas as músicas que serão colocadas em apenas 20 minutos de disco bônus. Ficaremos na expectativa.

The Beatles "Let It Be... Naked":

John Lennon (voz, guitarra, violão, baixo e silde guitar)
Paul McCartney (voz, baixo e piano)
George Harrison, (voz, guitarra e violão)
Ringo Starr (bateria)
Billy Preston (Teclados)

Produção: George Martin & The Beatles

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Let It Be... Naked - Beatles

Resenha - Let It Be... Naked - BeatlesResenha - Let It Be... Naked - Beatles

Beatles
A ocasião em que Ringo Starr saiu da banda

Paul McCartney: K7 exclusivo será lançada na Record Store DayBeatles: a história do integrante temporário vai virar filmeBeatles: "Sgt Peppers" ganha edição de 50 anos com faixas extrasTodas as matérias e notícias sobre "Beatles"

Vietnã
A representação do conflito no rock da década de 60

The Beatles
A história da música "Lucy in the sky with Diamonds"

Megadeth
Dave Mustaine elege seu top 5 da Austrália e UK

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Beatles"

A7X
Músicas que podem (ou não) fazer você mudar de idéia

Separados no nascimento
Kevin Bacon e Myles Kennedy

Ultimate Guitar
As 21 músicas mais épicas de todos os tempos

Randy Rhoads: "devastado" quando viu Van Halen na guitarraMarilyn Manson: respondendo fãs na Bizarre MagazineDave Mustaine: "O Megadeth sou eu!"Led Zeppelin: Cópia Infiel Ato 2, Moral e Ética Parte 2Max Cavalera: Reunião? Só no apocalipse!Led Zeppelin: Riff de "Whole Lotta Love" é considerado o melhor no Top 10 da BBC

Sobre Marcelo Mayer Soares

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online