Kurt Cobain: 50 anos hoje. Musicalmente não faz falta nenhuma

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Luiz Pimentel, Fonte: Blog do Luiz Pimentel
Enviar correções  |  Comentários  | 

Escrevi o texto abaixo há quatro anos. Sigo com a mesma opinião.

Kurt Cobain: ouça vocal isolado em "About A Girl", do "Unplugged"Dave Mustaine para James Hetfield: "Nós mudamos o mundo, irmão"

Kurt Cobain não faz falta

A verdade é que o mundo musical precisava tanto de um herói que fez a pior escolha no início dos 90 ao eleger Kurt Cobain para o posto. Não adianta nem pensar no que estaria fazendo hoje, no dia que seria seu aniversário de 46 anos, pois se não metesse um cano de espingarda na boca e a disparasse, em 1994, estaria morto de outro jeito.

Imagem

Provavelmente de overdose de heroína, que usava com a desculpa para amenizar as dores lancinantes de estômago que sofria. Segundo relato do próprio, tinha dia que gastava U$ 100 dólares na droga. Teve diversas overdoses.

Antes do Nirvana, foi rejeitado no Melvins. Deu a sorte de se cercar de um baterista inacreditavelmente bom, Dave Grohl, e de um baixista que suportava toda sua marra de “pobre menino rico”.

Queria tanto, mas tanto, mas tanto, a fama que quando a conseguiu, fez questão de vomitá-la diariamente. Fui a um show, o único do Nirvana no Brasil, e foi tão desrespeitoso o modo como se apresentou com a banda que merecia ser arrancado a chutes do palco.

Tudo bem, tinha seus problemas emocionais, vinha de família disfuncional, ok, ok. Mas nada justifica essa rejeição ao reconhecimento, que acabou se tornando estigma dos anos 1990. Aí virou padrão de comportamento e a rapaziada toda o seguiu – o vencedor era o loser, e o grosso do público abandonou o rock como estilo de vida (logo, como música) e foi pro hip hop e rap, onde estavam o glamour, as mulheres.

E, na real, o Nirvana teve um pico criativo espetacular de dois anos, período em que lançaram o “Nevermind” até o “In Utero” – final de 1991 até 93. Antes, tem o “Bleach”, que é bom (nota 6,5). E após o lançamento do “In Utero”, não há nada, nem turnê bombástica, até o suicídio de Kurt, em abril de 1994, há quase 19 anos.

Além dos dois discos, Kurt deixou um monte de memórias às quais não compartilho, uma de que compartilho - “Sex Pistols é um milhão de vezes mais importante que o Clash” – e é isso. Kurt não faz falta em 2013. Mesmo que o terreno pop rock atual se mostre tão estéril.

Imagem

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Krist Novoselic
Falando sobre reunião do Nirvana em 2012 e Cobain

Kurt Cobain: ouça vocal isolado em "About A Girl", do "Unplugged"Nirvana: exposição sobre a banda virá ao Brasil neste anoRock e Metal: em vídeo, as piores covers da históriaRock e Metal: em vídeo, as 10 despedidas mais épicas da históriaTodas as matérias e notícias sobre "Nirvana"

Ogro do Metal
Os álbuns mais importantes da história do Rock

Guns N' Roses
Courtney Love comenta reconciliação com a banda

Frances Cobain
"O Twitter deveria banir minha mãe"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Nirvana"

Mustaine para Hetfield
"Nós mudamos o mundo, irmão"

Angra
Lione e Sutter fazem dueto em "Carry On" e "Nova Era"

Fotos de Infância
Slash, do Guns N' Roses, antes da fama

Dio: de onde ele tirou os tais "chifres" do Heavy Metal?Slayer: ouça "Seasons In The Abyss" com Corey Taylor no vocalSpin Magazine: as maiores baixarias da história do rockMilho Wonka: quem são os Posers do Rock hoje em dia?Ramones: os álbuns da banda, do pior para o melhorLemmy Kilmister: Enquanto isso, lá embaixo...

Sobre Luiz Pimentel

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online