Whiplash.NetMenuBuscaReload

Mudanças: 5 bandas que seguem sem membros da formação original

 Compartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Igor Miranda
Enviar correções  |  Comentários  | 

Poucas bandas são como o U2, com sua formação original mantida desde o primeiro dia de formação. Grupos como Green Day, ZZ Top e o praticamente aposentado Rush chegaram a mudar seus bateristas bem no início de suas trajetórias, mas também são casos inspiradores de longevidade.

Yes: as coisas poderiam ter sido diferentes no Rock ProgressivoMetal: as oito maiores tretas entre músicos do gênero

Imagem

As bandas da lista abaixo representam o oposto do U2 em termos de line-up. Suas formações atuais não contém nenhum músico original, nem mesmo algum instrumentista que tenha participado das gravações do primeiro disco de estúdio.

Veja:

Blackfoot

A formação original do Blackfoot, de 1969, foi composta por Rickey Medlocke no vocal e na guitarra, Charlie Hargrett no baixo, Gret Walker no baixo, Ron Sciabarasi nos teclados e Jakson Spires na bateria. Ainda em 1969, Sciabarasi abandonou o grupo, que se consolidou com os remanescentes, em formato de quarteto, e gravou cinco discos, de "No Reservations" (1975) a "Marauder" (1981).

Entre idas e vindas, o Blackfoot existiu até o ano de 1997. Depois, foi reformado entre os anos de 2004 e 2011, com Charlie Hargrett, Gret Walker e Jakson Spires (até 2005, ano de sua morte), bem como outros músicos.

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Em 2012, Rickey Medlocke retomou o grupo com uma formação completamente diferente, que sequer o inclui, com Sean Chambers (vocal, guitarra), Brian Carpenter (baixo), Tim Rossi (vocal, guitarra) e Christopher Williams (bateria). Medlocke atua apenas como produtor em estúdio e convidado especial em algumas apresentações.

Formação atual:

- Rick Krasowski (vocal, guitarra, de 2016 até hoje)
- Tim Rossi (vocal, guitarra, de 2012 até hoje)
- Brian Carpenter (baixo, de 2012 até hoje)
- Matt Anastasi (bateria, de 2012 até hoje)

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Little River Band

A formação original deste grupo australiano de soft/folk rock, constituído em 1975, é composta por Glenn Shorrock (vocal), Graeham Goble (guitarra), Beeb Birtles (guitarra), Graham Davidge (guitarra), Derek Pellicci (bateria) e Dave Orams (baixo). A line-up só gravou uma música, "When Will I Be Loved", que permaneceu engavetada até 1988.

Dave Orams foi substituído por Roger McLachlan, ainda em 1975, e a formação em questão gravou os dois primeiros discos da banda, "Little River Band" (1975) e "After Hours" (1976). Depois, mudanças se tornaram constantes na line-up do grupo. Mais de 30 músicos já passaram pela Little River Band.

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

A banda nunca interrompeu suas atividades e, hoje, não tem nenhum integrante original em sua formação. O mais antigo é o baixista e vocalista Wayne Nelson, que está no grupo desde 1980, tendo saído de 1996 a 1999.

Formação atual:

- Wayne Nelson (baixo, de 1980 a 1996 e de 1999 até hoje, e vocal, de 2000 até hoje)
- Greg Hind (guitarra, de 2000 até hoje)
- Rich Herring (guitarra, de 2006 até hoje)
- Ryan Ricks (bateria, de 2012 até hoje)
- Chris Marion (teclados, de 2004 até hoje)

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Quiet Riot

A formação original do Quiet Riot, estabelecida em 1973, foi composta por Kevin DuBrow nos vocais, Randy Rhoads na guitarra, Kelly Garni no baixo e Drew Forsyth na bateria. Juntos, gravaram dois álbuns que só foram lançados no Japão: "Quiet Riot" (1977) e "Quiet Riot II" (1978).

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Randy Rhoads foi convidado para se juntar à banda de Ozzy Osbourne em 1979. No ano seguinte, o Quiet Riot chegou ao fim e, em 1982, foi reformado com Rudy Sarzo no baixo (que já havia integrado a banda entre 1979 e 1980), Carlos Cavazo na guitarra e Frankie Banali na bateria. Esta foi a formação de maior sucesso do grupo, apesar das constantes mudanças ao longo dos anos.

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Atualmente, o Quiet Riot segue sob a batuta de Frankie Banali, que não é um integrante original. Ele é acompanhado de dois músicos que já haviam gravado com o grupo quando Kevin DuBrow ainda era vivo: o baixista Chuck Wright e o guitarrista Alex Grossi.

Formação atual:

- Seann Nicols (vocal, desde 2016)
- Alex Grossi (guitarra, de 2004 a 2006, 2007 e 2010 até hoje)
- Chuck Wright (baixo, de 1985 a 1987, de 1994 a 1997, de 2004 a 2006, 2007 e de 2010 até hoje)
- Frankie Banali (bateria, de 1982 a 1989, de 1993 a 2003, de 2004 a 2007 e de 2010 até hoje)

(No vídeo abaixo, ainda estão com Jizzy Pearl nos vocais, já que Seann Nicols, aparentemente, ainda não estreou)

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Thin Lizzy

O Thin Lizzy é um caso a parte nessa lista, visto que o grupo só se reúne para turnês específicas, em tom comemorativo. Ainda assim, a banda segue existindo.

O grupo foi formado em 1969 por Phil Lynott no vocal e baixo, Eric Bell na guitarra, Brian Downey na bateria e Eric Wrixon nos teclados. Wrixon logo saiu e, como trio, os músicos gravaram três álbuns: "Thin Lizzy" (1971), "Shades of a Blue Orphanage" (1972) e "Vagabonds of the Western World" (1973).

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Eric Bell saiu na virada do ano de 1973 para 1974 e foi substituído por Gary Moore, que logo saiu. Entre 1974 e 1975, os remanescentes recrutaram Brian Robertson e Scott Gorham para as guitarras. Foi a formação de mais sucesso do grupo, durando até 1978.

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Phil Lynott, líder e principal compositor do Thin Lizzy, morreu em 1986. O grupo foi reformado em duas ocasiões distintas. Na primeira, entre 1996 e 2010, contava com John Sykes como frontman e Scott Gorham, além de outros músicos. Brian Downey chegou a integrar esta encarnação, entre 1996 e 1998.

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Na segunda e atual, de 2010 em diante, o frontman é Ricky Warwick. Brian Downey, membro original, seguiu até 2016, quando foi substituído por Mikkey Dee e, posteriormente, Scott Travis.

Formação atual:

- Ricky Warwick (vocal, de 2010 até hoje)
- Scott Gorham (guitarra, de 1974 a 1983, de 1996 a 2001 e de 2004 até hoje)
- Damon Johnson (guitarra, de 2011 até hoje)
- Tom Hamilton (baixo, de 2016 até hoje)
- Scott Travis (bateria, de 2016 até hoje)
- Darren Wharton (teclados, de 1981 a 1983, de 1996 a 2001 e de 2010 até hoje)

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Yes

O Yes foi formado, em 1968, por Jon Anderson (vocais), Peter Banks (guitarra), Tony Kaye (teclados), Chris Squire (baixo) e Bill Bruford (bateria). Foi a formação responsável por gravar os dois primeiros álbuns da banda, "Yes" (1969) e "Time and a Word" (1970).

O grupo se estabeleceu nas formações seguintes, com Rick Wakeman no lugar de Tony Kaye, Steve Howe nas seis cordas ao invés de Peter Banks e Alan White no posto de Bill Bruford. Apesar disso, ocorreram diversas mudanças na line-up do Yes.

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

A partir de 2008, o Yes passou a contar somente com Chris Squire da formação original, além de Steve Howe e Alan White, da line-up considerada clássica, e outros músicos. Squire faleceu em 2015 e foi substituído por Billy Sherwood. O grupo segue na estrada.

Formação atual:

- Jon Davison (vocal e violão de 2012 até hoje)
- Steve Howe (guitarra, de 1970 a 1981, de 1990 a 1992 e de 1995 até hoje)
- Billy Sherwood (guitarra e teclados em 1994 e de 1997 a 2000 e baixo de 2015 até hoje)
- Alan White (bateria, de 1972 a 1981 e de 1982 até hoje)
- Geoff Downes (teclados, de 1980 a 1981 e de 2011 até hoje)

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Comente: Lembra de mais alguma banda?

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

 Compartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Yes: as coisas poderiam ter sido diferentes no Rock ProgressivoYes: Rush fará indução da banda ao Hall da FamaYes: Rick Wakeman volta atrás e estará no Rock Hall Of FameYes: Rick Wakeman não irá ao Rock And Roll Hall Of FameYes: banda estará no Rock and Roll Hall of Fame de 2017!Todas as matérias e notícias sobre "Yes"

Compridas
As músicas mais longas de grandes bandas

Pra entender
O que é rock progressivo?

Rolling Stone
Revista elege os melhores rocks com mais de sete minutos

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 05 de janeiro de 2017
Post de 09 de fevereiro de 2017
Post de 20 de fevereiro de 2017

Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Thin Lizzy"Todas as matérias sobre "Blackfoot"Todas as matérias sobre "Yes"Todas as matérias sobre "Little River"Todas as matérias sobre "Quiet Riot"

Metal
As oito maiores tretas entre músicos do gênero

Portnoy
Puto por estar fora de lista de 100 melhores bateristas

Classic Rock
As 25 músicas mais tristes da história

Mastodon: "Dream Theater é uma banda Gay!"Por pouco: 15 rockstars que quase partiram dessa para uma melhorMetal: por que os metalheads vivem presos no passado?Separados no nascimento: Igor Cavalera e BeloAC/DC: Brian revela segredo obscuro de Angus YoungK. K. Downing: pirataria e desânimo motivaram saída do Priest

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online