Whiplash.NetMenuBuscaReload

Guitarra: Dez passos para ser um grande improvisador Pt1

 Compartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Thiago Mingues da Silva, Fonte: Blog Guitarpedia
Enviar correções  |  Comentários:   | 

Qualquer estudante de guitarra ou de música popular em geral, em algum momento da sua trajetória e da sua rotina de estudos, percebe a grande importância de desenvolver e aperfeiçoar a arte do improviso.

Quando ouvimos os grandes guitar heroes como Van Halen, Steve Vai, Joe Satriani, e muitos outros, tocando solos mirabolantes, cheios de diferentes técnicas como hammer on, pull off, tappin , two hands, alavancadas e uma série de outras peripécias na guitarra, as vezes não percebemos que grande parte dessa composição se deu através de um momento de improviso.

Já em outros estilos de música, como o jazz e o fusion, o improviso é a principal atração. Nestes gêneros temos outros nomes como maiores expoentes do instrumento, músicos como Pat Metheny, Pat Martino, Scott Henderson e Mike Stern que elevam o improviso a outro nível.

Aqui segue a primeira parte de 10 dicas fundamentais para você desenvolver o seu improviso e trilhar o caminho dos grandes mestres.

Conheça www.guitarpedia.com.br, o site com mais de 700 aulas, para a sua evolução musical.

1) Pense em frases
Uma dica essencial para o seu improviso é pensar em frases quando você toca. Ideias melódicas normalmente trabalham com base no agrupamento de várias notas em conjunto, e em seguida deixe uma pausa para respirar, os ouvintes instintivamente respondem bem às ideias espaçadas desta maneira.

2) Desenvolva a sua audição
Seu objetivo na improvisação certamente deve ser a capacidade de imaginar qualquer melodia que você queira que saia do seu amplificador, juntamente com a habilidade de traduzir esse som instantaneamente a partir de sua imaginação diretamente para o braço da guitarra. É aí que se alcança a total liberdade no improviso, mas é claro que para se chegar a tal nível é necessário desenvolver um bom ouvido musical.

3) Sinta cada nota que você toca
É importante estabelecer uma conexão real com o seu instrumento, você deve sentir a guitarra como parte de você, e não apenas uma peça de madeira usada para gerar padrões e escala.

4) Explore novos ritmos
Você pode se surpreender ao tocar os licks que você já conhece, experimentando-os com variações rítmicas até então inexploradas. Ter algum grau de familiaridade com conceitos tais como deslocamento rítmico e polirritmia pode lhe trazer muito mais liberdade, e lhe tirar da armadilha de ficar se repetindo.

5) Ouça novas músicas
Todos nós em algum momento podemos nos encontrar sem muita inspiração, mesmo para quem tem o ouvido mais apurado isso também pode ser um problema. Esse dilema muitas vezes pode ser resolvido simplesmente expandindo o que você ouve e pela constante procura por nova música. Tente ouvir ativamente e de forma inteligente, você vai absorver todos os tipos de novas ideias e frases em um nível inconsciente, e ao longo do tempo esses novos conceitos vão emergir em sua música. Isso nada mais é do que uma versão musical do velho ditado “você é o que você come”. Você é o que você ouve!

Visite o site www.guitarpedia.com.br, para saber mais sobre esse e muitos outros assuntos, curta a nossa página no facebook para interagir conosco, e comece a colocar tudo isso em prática agora mesmo!

Veja a segunda parte no link abaixo:

Guitarra: Dez passos para ser um grande improvisador Pt2

Comente: Você prefere guitarristas que improvisam ou que tocam igual ao disco?

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

 Compartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Todas as matérias da seção Matérias

Todas as matérias sobre "Instrumentos"

Os Ligados na Guitarra: Hammer On e Pull OffRob Scallon: Como tocar uma música usando apenas a alavancaShredGuitarShow: Melhore seu timbre gastando pouco

Heavy Metal
50 dos mais famosos riffs em 18 minutos

Baixo elétrico
Leo Fender deu ao instrumento um status inédito

Inovação
Conheça primeira guitarra feita de titânio

João Gordo
Ed Motta tem razão, brasileiro não tem noção mesmo!

Pink Floyd
As brincadeiras e enigmas nas capas dos álbuns

Metallica
Lars é um bom baterista? Mike Portnoy explica

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 03 de setembro de 2016

Sobre Thiago Mingues da Silva

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online