Arnaldo Jr - colecionador de ítens relacionados ao Metallica

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Comentários  | 

Álvaro Jr.
Vinis
CDs
Vídeos
Inúmeras versões de Ride The Lightning
Ítens diversos
Boxes em lata
Camisetas
Faixa do show de 1993
Faixa do show de 1999
Sem dúvida alguma, o Metallica, além de ser uma das mais importantes bandas da história do Heavy Metal, é um dos grupos que possui o maior número de fãs aqui no Brasil. Fãs como o entrevista desta edição da Collector´s Room. Arnaldo Jr conta a sua paixão pelo grupo de James Hetfield e Lars Ulrich nesta entrevista repleta de histórias interessantes. Então, chega de papo e aproveite.

Pra começar o nosso papo, eu queria que você se apresentasse aos nossos leitores.

Meu nome é Arnaldo Jr, tenho 36 anos e moro em Caieiras (SP).

Como foi o seu primeiro contato com o rock?

Foi por intermédio da minha irmã mais velha que gostava (gosta) de AC/DC e assistia aqueles programas de vídeo clipe (ex.: Som Pop) que sempre passavam algumas coisas de Metal.

Meu primeiro contato com o Metallica foi em 1985, quando um camarada na escola me mostrou um adesivo do logotipo da banda, mas foi só em 1987 que tive a oportunidade de escutar. Um camarada gravou o "Ride the Lightning", mas a primeira música que escutei foi "For Whom the Bell Tolls" porque a fita estava com problema e as duas primeiras músicas ("Fight Fire With Fire" e "Ride the Lightning") não davam para escutar.

Mais ou menos com que idade você percebeu que essa paixão não tinha cura, e que iria acompanhá-lo por toda a vida?

Desde 1982. Aos 11 anos percebi que o Heavy Metal seria a trilha sonora da minha vida, não conseguia me identificar com outro estilo, as guitarras falavam mais alto … Foi o clipe de "The Number Of The Beast" o divisor de águas …

Você consegue dizer em que momento você se transformou de um fã normal de música em um colecionador?

Foi quando eu consegui comprar com a minha própria grana dois álbuns do Metallica (o "Kill´Em All" e o "Ride the Lightning" em 1987). Eu trabalhava de garçom em uma pizzaria e comprei esses dois LPs de um colega na escola. Foi demais, eu nem acreditava que tinha comprado discos importados.

Qual o tamanho da sua coleção?

Bom, do Metallica (minha banda do coração) eu possuo 72 vinis (sendo 16 diferentes versões do "Ride the Lightning", meu álbum favorito), 68 CDs, uns 30 vídeos, 40 camisetas, mmais camisas, jacketas e as tranqueiras (palheta, relógios, abridor de lata, adesivos, imã de geladeira, corrente, carteira, etc).

Além do Metallica, de quais outros grupos você possui mais material?

Minha coleção está baseada no Metallica, mas possuo um material muito legal do Iron Maiden, Testament, Slayer, Kreator. Além das bandas citadas, gosto muito do Accept, Judas Priest, In Flames, DRI e Rage.

E o estilo que você mais gosta, qual é?

Heavy Metal, Thrash e Hardcore

Vamos fazer então uma cronologia da sua vida de colecionador: qual foi o primeiro álbum que você comprou, e porque?

Para você ter uma idéia, em casa não possuíamos toca-discos, eu tinha um rádio gravador onde eu e minha irmã escutávamos apenas rádio. Quando assisti o vídeo da música "The Number Of The Beast" do Iron Maiden, falei para minha irmã: eu preciso comprar essa fita! Aproveitei o dia que tinha consulta médica no hospital das clínicas em São Paulo (moro em Caieiras, grande SP) para passar no bairro da Lapa e comprar tal fita. Chegando lá, para minha grande frustração, não tinha a fita, só o vinil. Bom, agradeci o vendedor e quando estava indo embora ele me chamou e disse "compra uma fita virgem que eu gravo para você" e enquanto eu passava no médico ele gravou, e na volta passei na loja, peguei a fita e o vendedor não me cobrou nada a mais pela gravação. Tive a felicidade de ter o primeiro álbum do Metallica em Caieiras.

Qual foi o número máximo de itens que você já adquiriu de uma única vez?

Acho que foi um lote de nove EPs 7 polegadas que arrematei em um leilão.

Qual item você considera o mais raro da sua coleção?

O primeiro "Ride the Lightning" que comprei, não pelo valor monetário, mas pelo fato de ser o primeiro.

E o mais bonito, qual é pra você?

Eu particularmente gosto muito dos pictures, são uma obra de arte.

Qual você considera o item mais diferente e curioso do seu acervo?

As latas são muito legais, box em formato de caixão, de agenda. Existem vários bootlegs que também são bem loucos.

Existe algum disco que você passou um tempão atrás até consegui-lo para a sua coleção?

O picture do "And Justice For All" eu o consegui não faz muito tempo. Com a internet tudo ficou muito fácil. O duro era ir até a Galeria do Rock e ficar babando nos discos importados. Lembro que na época uma loja tinha o "Master Of Puppets" na versão picture, todo mundo ficava louco pelo LP.

E, complementando a pergunta anterior, quais aqueles que, apesar de você estar atrás há uma cara, ainda não conseguiu?

Existe um bootleg do Metallica chamado "Demonic Invocation". Eu cheguei a pegar na mão (isso em 1987) e não tinha dinheiro para comprar. Hoje em dia é difícil de encontrar e, quando encontro, ainda não possuo toda a grana para comprar (risos).

Como você guarda e conserva a sua coleção?

Eu tenho um rack e organizo minha coleção lá, classificada por banda.

Quais são os itens que você mais gosta entre todos da sua coleção?

Gosto muito dos LPs ao vivo, dos pictures e das camisetas (tenho um espaço exclusivo no guarda-roupa para guardá-las).

Onde você costuma comprar os itens para o seu acervo? Que lojas você indica, aquelas que possuem os itens mais difíceis de se encontrar, para quem está começando agora a sua coleção?

A Galeria do Rock continua sendo um lugar maravilhoso para os fãs de Metal. Freqüento há mais de vinte anos e faz parte da história do Heavy Metal mundial. Gosto muito também da Galeria Nova Barão, principalmente para comprar vinil. Muitos lojistas da Galeria do Rock mudaram para lá e se tornou um lugar bem interessante. A internet também é uma grande fonte de informação e negócios, mas requer certos cuidados.

A maior virtude de um colecionador é a paciência. Não fique na angústia de conseguir tudo de uma só vez.

Como a sua esposa lida com essa sua paixão pela música? Apóia ou fica na bronca?

Sou casado, tenho três filhos. Minha esposa respeita, mas toda vez que o carteiro chama para entregar algum LP ou CD ela me liga e fala: "chegou mais um" (risos). Meus filhos se interessam por cada item que adquiro, mas não os forço a gostar de Metal, cada um deve seguir a sua vontade musical.

E os seus amigos, já colocaram algum apelido em você depois de todos esses anos dedicados aos discos, ou vêem você como uma espécie de "consultor", aquele cara que conhece tudo e que tem dicas preciosas para passar?

Chamam-me de Hetfield, de Metallica. Minha sobrinha de dois anos me chama de Titio Rock e por aí vai …

Toda vez que o Metallica lança alguma coisa sempre aparece alguém para perguntar minha opinião e também para dizer que o Metallica morreu junto com o Cliff Burton, que acabou com o "… And Justice For All", que o "Load" é uma merda (risos). Respeito todas as opiniões, desde que sejam a favor do Metallica (mais risos).

Onde você costuma pesquisar a respeito de discos raros que você está procurando, de novos lançamentos, essas coisas. Em que fontes você busca essas informações?

Tudo que preciso saber do Metallica eu consulto em dois lugares: no site do Metclub (sou sócio do fã-clube oficial há nove anos) e no www.metallipromo.com . Esse site é de um inglês louco por Metallica chamado Hector, vale a pena dar uma conferida.

Quais são, para você, os dez melhores álbuns de todos os tempos?

Ai você está de sacanagem, só dez … mas vamos lá:

Metallica – Ride the Lightning
Metallica – Master of Puppets
Iron Maiden – The Number Of The Beast
Kreator – Coma of Souls/Pleasure to Kill e Enemy of Gods
Slayer – Reign in Blood
Accept – Restless and Wild
Def Leppard – Pyromania
Testament – The New Order
Sepultura – Beneath the Remains
Rage – Soundchaser
Dorsal Atlântica – Antes do Fim
Whitesnake – Slide it in

O que está rolando no seu som atualmente, e o que você recomendaria para os leitores do Whiplash?

Além do Metallica, estou escutando o novo do Helloween ("Gambling With The Devil"), Jorn Lande e Symphony X. Recomendo o Astral Doors, o próprio Jorn Lande, Perzonal War, Dream Evil.

A sua coleção tem um limite? Tipo, você acha que, algum dia, vai parar de comprar discos porque acha que, enfim, tem tudo o que sempre quis ter? Você acha que esse dia chegará, ou ele não existe para um colecionador?

É difícil dizer, pois a música está em um estágio onde existe muita quantidade e pouca qualidade. Difícil você ouvir algo novo e dizer "porra, o som desses caras é foda".

Em relação ao Metallica, tem muita coisa no mercado e muitos me perguntam: "você tem tudo da banda?" Eu apenas dou um sorriso amarelo e digo "você não faz idéia da quantidade de LPs e CDs que exitem". Eu tomo muito cuidado ao comprar algum item, tem muita coisa repetida, mudam a capa, colocam outro nome e se você não for prevenido acaba comprando um monte de coisa igual.

Agora, respondendo a sua pergunta, existem alguns títulos que eu pretendo adquirir, mas ter por ter não é meu objetivo, se a qualidade de som não for boa, não me interessa.

Já parou para pensar com quem os seus discos ficarão quando você estiver mais velho? Quem será o herdeiro da sua coleção no seu futuro?

Minha filha Ariana. Ela se interessa em saber sobre as bandas, pede para contar sobre os LPs, shows. Em momento algum forcei a barra, foi natural. Não sei não, mas quando ela era pequena (três meses) eu estava escutando um LP e cuidando dela, quando fui virar o disco, ela rolou no sofá e bateu a cabeça na caixa de som, talvez isso tenha despertado o seu interesse (risos).

O que o rock representa na sua vida?

É a trilha sonora da minha vida. Para todas as ocasiões tem sempre alguma música ou disco que narra esses acontecimentos.

Se você tivesse que indicar algumas bandas, e alguns discos, para uma pessoa que nunca teve contato com o rock, o que indicaria?

Foi lançado recentemente um box com 4 CDs chamado "Heavy Metal". Tem muita coisa boa lá e para quem quer conhecer um pouco de tudo que já aconteceu vale a pena dar uma conferida. Tem Deep Purple, Dio, Judas, Iron, Metallica, Testament, Slayer, Motorhead, WASP, Whitesnake, Venom, Savatage, Twisted Sister e mais um monte de bandas legais.

Tem alguma história engraçada ou curiosa que aconteceu com você por causa da música, e que te fez pensar algo como "isso só acontece com um colecionador mesmo"?

Como colecionador posso dizer que houve uma vez que eu estava acompanhando um leilão na internet e o vendedor do LP não sabia do seu conteúdo (era um picture que tinha a foto do James Hetfield nos dois lados), pois não tinha toca-discos. Um internauta mandou um recado que o LP era de entrevistas. Como disco de entrevista é chato demais, ninguém se interessou pelo vinil. Na verdade se tratava de um ao vivo em Cleveland (1983) e consegui arrematá-lo por menos de R$30 reais.

Agora, com fã aconteceu de tudo, principalmente nos shows. Um momento legal aconteceu no show do Metallica em 1993, quando entramos no gramado do Parque Antártica com a faixa aberta (vide foto). Me senti verdadeiramente um componente do Metallica, o pessoal da arquibancada ficou louco e começou a gritar com se fosse um gol.

Certa vez, no Skol Rock (1997), eu estava pendurado na grade bem na lateral do palco e chovia muito, nessa época eu estava fazendo tratamento de gastrite e sempre tinha que estar mastigando alguma coisa. Foi então que enquanto eu mandava um biscoito água e sal no meio da chuva, percebi que tinha uns dois seguranças que não tiravam os olhos do biscoito. Quando ofereci, os caras disseram que desde manhã que não comiam nada e me perguntaram "você gosta desse maluco que vai tocar agora" (era o Bruce Dickinson), eu respondi que desde criancinha. Então ele respondeu "na hora que ele entrar, eu abro a grade e você entra para assistir lá na frente". Foi muito louco, assistir o show na cara do gol. Se esticasse a mão, seguraria o pé do Bruce Dickinson! Tenho milhares de histórias para contar, penha que o espaço é curto.

Pra fechar, que papel você acha que nós, colecionadores, temos na indústria da música, no mundo e aqui no Brasil?

Nós mantemos vivo um passado que para muitos não existe mais. Tudo mudou, mas os LPs e CDs permanecem. A música é a mais completa das artes, retrata sentimentos. É a arte mais acessível, a mais admirável, a mais maravilhosa.

Cara, muito obrigado pelo papo, valeu por ter aceito participar da Collector´s Room, e que tudo dê certo na sua vida.

Agradeço a oportunidade de retratar um pouco da minha história. Quero mandar um abraço para os precursores do Metal em Caieiras (Amilton, Gleiton, Marlos, Toninho, Alex Cabeludo, Ricardo Pudim) e sucesso para todos. Um abraço.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Collectors Room

Rafael Serrante - Ele invadiu o palco do Maiden no Rock In RioRodrigo Simas - colecionador e webmaster da Dave Matthews BandFernando Souza Filho - o FSF, editor-chefe da Rock BrigadeVanessa Frehley - amor sem limites ao KissReinaldo - um apaixonado pelos ScorpionsAlexandre Vilella - Empresário fanático pelo Def LeppardRogério Mendonça - dono de uma invejável coleção do U2Almir Figueiredo - o brasileiro que arrematou os óculos de OzzyNelson Dylara - o paparazzi do rockVinícius Neves - O apresentador do Stay Heavy mostra sua coleçãoVitão Bonesso - A imensa coleção do apresentador do BackstageAirton Diniz - A coleção do editor chefe da Roadie CrewMad Dragzter - A coleção de CDs de thrash do guitarrista TiagoAquiles Priester - Posters, action figures e latinhas de coca-colaAlessandro Silveira - Colecionador de bootlegs do Dream TheaterMarco Malagolli - Um dos maiores conhecedores da obra dos BeatlesAndré Rodrigues Guedes - Mercyful Fate e King DiamondEyes Of Shiva - A coleção do baterista Ricardo LonghiJohnny Z - Uma invejável coleção de heavy metalBento Araújo - A coleção de classic rock do editor do Poeira ZineMarcelo Maiden - Uma impressionante coleção de ítens do Iron MaidenKid Vinil - "Uns 10 mil vinis e mais uns 10 mil CDs!"Antônio Carlos Monteiro: A coleção do "ACM" da Rock BrigadePerpetual Dreams - a coleção dos integrantes da banda catarinenseGastão Moreira - a coleção do VJ, apresentador e jornalista musicalMotley Crue - A impressionante coleção do paulista Flávio ColognesiMarcel Castro - De ingressos e tour-books a guitarras autografadasEliton Tomasi - a coleção do editor da RockHard/ValhallaBon Jovi - a coleção do paulista Flávio CelestinoGota - a coleção do proprietário da Roots RecordsMarcelo Peixoto - a coleção do proprietário da Hot MusicLuiz Calanca - a coleção do dono da Baratos AfinsQueen: Uma das maiores coleções sobre a banda está no BrasilSaul Gumz - Classic Rock no interior de Santa CatarinaFelipe Fleury - colecionador de ítens do Guns N' RosesDaniel Schierolli - acervo dedicado à música pesadaAdemir Vieira - dono de uma admirável coleção do StratovariusLincoln Braite - Colecionador paulistano fissurado por Kai HansenLuciano Sorrentino - Colecionador de material do KissAlexandre Neves - O brasileiro com maior pontuação no eBayDaniel Skupien - Coleção dedicada ao Heavy Metal nacionalStatik Majik - A coleção de vinis do baterista Luis CarlosMarcelo Bernardes - Paulista radicado em Santa Catarina, corintiano e colecionadorSalvatore D'Angelo - De blues a death metal, e muitos bootlegsJulio Marcondes - colecionador e apresentador do programa A História do RockAndré Sikora - Presidente do fã clube do Nazareth no BrasilGeraldo Tavares - Fã inveterado e colecionador do YesRoberto Sabbag - colecionador do Slayer e Heavy Metal em geralMário Pacheco - Figura única, colecionador e contraculturalistaSilmara Ferreira - apaixonada por pop oitentista e colecionadora do InxsGus Monsanto - a coleção do vocalista do AdagioMarco Loiacono - talvez a maior coleção de Motorhead do BrasilMairon Machado - Aficionado por vinil e pelo rock clássicoPaulo de Castro - Baixos, guitarras, calcinhas, e pinball do Kiss?Ricardo Seelig - a coleção do criador da Collector's RoomCollector's Room: a gigantesca coleção de Regis TadeuCollector's Room: a linda coleção de Nino Lee RockerTodas as matérias sobre "Collectors Room"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 24 de outubro de 2012
Post de 22 de março de 2016

Todas as matérias da seção MatériasTodas as matérias sobre "Collectors Room"Todas as matérias sobre "Metallica"

Yngwie Malmsteen
Gênio difícil e postura considerada arrogante por alguns

Iron Maiden
As dez melhores faixas "desconhecidas" da banda

Guns N' Roses
Guitarrista fala ao Brasil e declara: "sou nerd e com orgulho"

Slipknot: "o Kiss se transformou na Disney do Rock"CJ Ramone: "Usar camiseta dos Ramones por causa da moda é uma estupidez"Fotos clássicas: Axl Rose e seu 'tijolão' celularBobbie Brown: estrela descreve Paul Stanley como "bizarro"Steve Perry: ex-vocalista do Journey revela ter tido câncerJohn Frusciante: "Ser vendido é uma merda"

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online